Lua do Silêncio

Ou lua vazia, ou lua negra. É a lua de todas as possibilidades, de todos os inícios e de todos os fins.

Dali, Soft Watches, 1933

"Não existe nada de completamente errado no mundo, mesmo um relógio parado consegue estar certo duas vezes ao dia. "
Paulo Coelho

Uma frase que pouco diz, mas que dela se pode depreender muito.


Um relógio que esteja parado está certo duas vezes por dia, e um relógio que esteja adiantado ou atrasado??

Um dia alguém vai aperceber-se do relógio atrasado e começará a adiantá-lo??

Terá alguém coragem de atrasar um relógio adiantado??

Ou será preferivel parar o relógio para ter a certeza de que pelo menos duas vezes por dia está certo??


Responder a estas questões é um desafio que coloco a todos os que passarem aqui pelo meu cantinho!!


Moonlight

7 comentários:

As horas, ai as horas...

Quase sempre, perdemos demasido tempo a pensar, em vez de vivermos...

Para começar, devíamos esquecer os relógios...
Fazer em cada instante o melhor para nós, nunca pensando no instante seguinte!!

Um relógio adiantado deve ser uma constante sensação de inevitabilidade... Saberes que sabes demais sobre o teu próprio futuro pode impedir-te de o viveres plenamente!! O desejo de atrasar o relógio deve estar sempre presente, imagino...

Um relógio atrasado é uma ingratidão para com a vida... Porquê viver agarrado ao passado, quando o presente é tão delicioso??
Quando sentir é o melhor que temos, e o que nos torna humanos??

Não temos o direito de atrasar os relógios da nossa vida... Quando muito, podemos sim impedir os ponteiros de rodar por intantes, para permitirmos que a mente tenha uma hipótese de coneguir alcançar o corpo...

Minha querida Luna, o meu relógio está parado...
Todos os relógios do meu mundo estão parados...
E a sensação de só estar certa duas vezes por dia não é, de todo, reconfortante...

Típico do ser humano, o Eterno Insatisfeito... Nunca sabe aquilo que quer, quer sempre mais do que consegue alcançar...

Eu só desejo que o relógio volte a estar certo...
Vivo à espera do instante em que possa voltar a sentir cada batida dos ponteiros...

Lazy Cat disse... 2:53 da tarde  

Errr.... pah, não uso relógio. =P

Tempo... Que coisa inconstante...
Que interessam as horas se ainda não fizemos o que tinhamos a fazer?

Eu adianto e atraso o meu relógio como melhor me servir. É apenas meu, não dos outros... Se ainda não acabei o que preciso de fazer posso atrasa-lo, mas se não tenho nada para fazer, porque não adienta-lo?!

O tempo é confuso, e não é preciso defeni-lo...
O tempo é particular e, torna-lo publico, é complicado.

Se pegares em dois relógios (com segundos) verás que não tocam ao mesmo tempo. Cada um tem o seu tempo... O tempo é privado =)

Kiss kiss

(PS: Sou a Sofisofas =P este é o meu pseudónimo aqui...)

Anónimo disse... 7:25 da tarde  

Eu acho que é preferível estar parado do que atrasado ou adiantado - porque assim se estará certo pelo menos duas vezes ao dia. Mas entre estar atrasado e adiantado é preferivel estar adiantado, porque não estar ao mesmo passo que os outros, tar sempre atrás é muito stressante e angustiante. Angustiante também é estar muito mais à frente que os outros e nao ter quem nos acompanhe ritmo, ideias e pensamentos, sentimo-nos inadequados! Por isso e como alguém dizia, n ha verdades absolutas, cada um tem a sua e mesmo essa é relativa. Até porque o mais importante é mesmo o tempo psicológico e não o real!

** Lena

O grande policia da vida.
Essa heroina, de que todos dependemos e que nos entregamos á sua guarda,atravez dos relogios que usamos.
Nao nos satisfizemos com os anos,os meses,os dias e criamos as horas os minutos,os segundos e ainda para nos escravizarmos mais,temos os decimos os centesimos e ainda os milesimos do segundo.Por isso deixei de usar esse poligia do tempo que é o relogio que nos recorda o passado e nos desperta para o futuro,o tempo fazemo-lo nós.
silvia martins

Receita infalível:

1 relógio (parado ou andando)
1 martelo
1 gargalhada de escárnio

Procedimento:

- Erguer o martelo com braço esticado e deslocar o impulso cardíaco para a plena utilização da gargalhada de escárnio;

- Baixar o martelo sobre o relógio com toda a força que o conjunto braço-martelo-gargalhada permitir;

- Não apanhar os cacos.

BB

... e já agora: feliz Beltane !

BB

Who am I?

A minha foto
Desde cedo, começou por explorar práticas espirituais que a ligam directamente à Natureza, aos ciclos da Terra e ao Sagrado Feminino. Apaixonada por todas as formas de expressão criativa, começou o seu trajecto na escrita criativa, artes plásticas, desenho e pintura. Criou e participou em diversos blogs de escrita poética, investigação e espiritualidade. Desenvolveu a sua formação académica na área da Comunicação e participou em várias formações de Dança Contemporânea, Consciência Corporal, Teatro, Escrita Criativa e Artes Plásticas. Actualmente estuda Movimento Oriental. Em 2007 foi a fundadora do conceito ArtingLuna, através do qual expressa a sua linha de artesanato, em acessórios de tecido, incensos rituais, cabazes gourmet, entre outros. O conceito ArtingLuna é também a base pela qual tem desenvolvido a conexão terapêutica da Arte com a Espiritualidade, através de vários ateliers, workshops, encontros e círculos.

Um história para todos...

Followers

CURRENT MOON

Listening....

Listening....

Silent words