Lua do Silêncio

Ou lua vazia, ou lua negra. É a lua de todas as possibilidades, de todos os inícios e de todos os fins.

Eu era
Eu fui
Eu seria
Eu sou
Eu serei...


Na ilusória mentira verdadeira do dia-a dia
Procuramos razões para viver
Deixamo-nos ser peões
Num jogo de indefinidas regras
Que não percebemos, nem questionamos!

Na nostálgica memória da recordação
Fomos algo que hoje parece irreal
Fomos o que não nos parecia termos sido
Fomos uma parte indefinida
Do que somos no agora!

Na imaginável projecção do amanhã
Construimos e destruimos desejos
Voltamos e reviramos o que seremos
Sempre na indefinida consciência de que não sabemos,
No entanto, sabendo o que seremos!

A vontade de descobrir a nossa essência
Independentes da noção do tempo
"tempo" que não é o Tempo
Tempo que não encontramos

E no fim, feitas as contas
Sobra-nos apenas a Vontade
A Vontade de infininamente, simplesmente
SER

5 comentários:

Bonito poema querida Luna,
Algo me diz que a reviravolta dos tempos não durará muito, a queda se aproxima. E após dela um novo recomeçar.

Que as Crianças de Luz nos guiem,
Beijo

Herenya Na!

esta divino...

construimos o amnha naquilo que somos e no que nos queremos tornar...
agimos perante aquilo que somos e naquilo que nos queremos tornar...

esqueçemos é que somos marcas do que ja fomos... e marcaremos o que seremos...

beijo***

Ser o que somos. Ponto.

Este tempo que passa vai correndo silencioso, e deixa as suas marcas em cada um de nós...

São as cicatrizes que o tempo me deixou que me fazem viver cada dia, com vontade de SER melhor.

Aquilo que hoje me sufoca e tanto me dói fará de mim alguém diferente, e continuarei a SER!!!

Serei o que a vida quiser de mim, e recordarei o que já fui.

Serei talvez feliz, sendo o que for, o que SOU na realidade...

*****

Somos o que somos
porque eramos como eramos
e essa memória dá-nos a hipótese de decidir o que queremos vir a ser;
se o mesmo de outrora ou se é outra a hora.

Who am I?

A minha foto
Desde cedo, começou por explorar práticas espirituais que a ligam directamente à Natureza, aos ciclos da Terra e ao Sagrado Feminino. Apaixonada por todas as formas de expressão criativa, começou o seu trajecto na escrita criativa, artes plásticas, desenho e pintura. Criou e participou em diversos blogs de escrita poética, investigação e espiritualidade. Desenvolveu a sua formação académica na área da Comunicação e participou em várias formações de Dança Contemporânea, Consciência Corporal, Teatro, Escrita Criativa e Artes Plásticas. Actualmente estuda Movimento Oriental. Em 2007 foi a fundadora do conceito ArtingLuna, através do qual expressa a sua linha de artesanato, em acessórios de tecido, incensos rituais, cabazes gourmet, entre outros. O conceito ArtingLuna é também a base pela qual tem desenvolvido a conexão terapêutica da Arte com a Espiritualidade, através de vários ateliers, workshops, encontros e círculos.

Um história para todos...

Followers

CURRENT MOON

Listening....

Listening....

Silent words