Lua do Silêncio

Ou lua vazia, ou lua negra. É a lua de todas as possibilidades, de todos os inícios e de todos os fins.


Sempre perdida, sem saber por onde pôr os pés
Sempre em dúvida sobre o caminho a seguir!
Hoje caminho devagar, porém na direcção traçada para mim...
Para trás ficam desilusões, inimizades, perdas!
Para a frente...outras virão...

Para alguns é dificil ver os outros crescer
Para outros eles deixam de ter interesse
E ainda há aqueles que acabam por se esquecer da existência dos outros!

Assim são as provações de quem ousa dar apenas mais um passo
Pequenas provações porque piores poderão vir!

Continuo...Sigo o meu caminho...
Na minha solidão vou observando
O ir e vir, o traçar e destraçar de trilhos
Daqueles que me rodeiam!

Por isso a solidão é bem mais honesta
Será sempre o Porto Seguro
De um destino incerto
Impestado de gente incerta!

2 comentários:

Olá... eu vi o titulo nos bloges e perante a proximidade do teu - meu sentir, entrei, peço desculpa se não devia... Vendo o que escreveste, ou melhor o que sentiste, enalteceria primeiro a maravilha do texto que escreveste, tão opaco, mas no fundo tão transparente para mim, e depois dizer te que tão bem compreendo o que sentiste. A dúvido do caminho a trilhar, a imcompreensão da parte daqueles que connosco se cruzam, a solidão ou melhor o silêncio do dia que acaba, mas o continuar sempre, o ir e vir, o traçar e cruzar de tantos que cruzamos mas que não chegam, nem conseguem entender-nos, as provações e os sofrimentos necessários nesta caminhada, a espera da pessoa que nos compreenda... enfim, tantas verdades e incertezas... Sabes? eu acredito em DEus, e nele confio, e sei k ele e quem por ele opera nos guiará, basta-me isso, confio, acredito, resigno-me á vontade daquele que tudo nos deu. Deus, a origem, o nome que lhe quieres dar, será o Pai, a fonte, a verdade. obrigado pelas tuas palvras, sabes? ás vezes pergunto-me se no trilhar de cada dia não conseguirei encontrar alguém que sinta, que pense, que compreenda akilo k sentimos, talvez haja, talvez muitos haja, mas como é dificil, acredito k terá d ser quando tiver de ser, ou seja, quando o destino incerto, nos levar a esse porto seguro - o amor.
Beijinho
e obg, Filipe

Olá Luna. obrigado por me abrires a porta a ti, ao teu espelho, como dizes, e se o pouco que eu disse, e o pouco que escrevi, e escrevo, te é tão próximo, fico realmente feliz por me compreenderes, e te reveres em muitas coisas que disse, ou melhor que o meu eu - coração - sentimento - alma - disse.Em verdade gostava de poder dizer tudo isto ao alguém, escrever tudo isto ao alguém, esse tal alguém, que ainda não apareceu. Eu ás vezes pergunto-me.. que lógica haveria na existência deste nosso espaçinho se esse alguém existisse, nenhuma,penso eu.. pois toda a nossa imcompreensão, toda a nossa verdadeira essência seria mostrada, dada, a essa pessoa. E tão verdadeiro é aquilo que dizes, não só no texto que comentei, mas noutros que passei... quantas vezes sorrimos por sorrir, quantas vezes rimos por rir, ir por ir, dizer por dizer... mas esta solidão k falas, o silêncio, é necessário também, no agora, no amanhã, no até ao dia do alguém... mas o caminho se abrirá, e a força nos guiará, dotando-nos de luz, confiança, capacidade de sofrer, e dia após dia vivamos procurando o bem, o melhor, a paz, o amor p com tdos.... assim procuro ser, viver, estar... Não agredeças pelas minhas palavras, disse-as de um enorme gosto, prazer, obrigado sim, por as teres recebido, por teres respondida, pelas tuas tão bonitas, escolhidas palavras... Obrigado mais uma vez por me abrires a cortina do teu "pequeno" imenso espaço... bj...Filipe

Who am I?

A minha foto
Desde cedo, começou por explorar práticas espirituais que a ligam directamente à Natureza, aos ciclos da Terra e ao Sagrado Feminino. Apaixonada por todas as formas de expressão criativa, começou o seu trajecto na escrita criativa, artes plásticas, desenho e pintura. Criou e participou em diversos blogs de escrita poética, investigação e espiritualidade. Desenvolveu a sua formação académica na área da Comunicação e participou em várias formações de Dança Contemporânea, Consciência Corporal, Teatro, Escrita Criativa e Artes Plásticas. Actualmente estuda Movimento Oriental. Em 2007 foi a fundadora do conceito ArtingLuna, através do qual expressa a sua linha de artesanato, em acessórios de tecido, incensos rituais, cabazes gourmet, entre outros. O conceito ArtingLuna é também a base pela qual tem desenvolvido a conexão terapêutica da Arte com a Espiritualidade, através de vários ateliers, workshops, encontros e círculos.

Um história para todos...

Followers

CURRENT MOON

Listening....

Listening....

Silent words